E Zás #70 – MC Marechal, Sebage, Löis Lancaster e uma pérola de José Prates

Três novidades no Brasil e um clássico LINDO do fim dos anos 1950 que teria “””influenciado””” Jorge Ben. Check it out!

 

1. MC Marechal mandou mais uma “pegadinha” e soltou o seu mítico “álbum de estreia” no dia… PRIMEIRO DE ABRIL!

O álbum VVAR – VOL.01 nada mais é que uma compilação de faixas do exímio – e sábio! – MC carioca lançadas nos últimos 15 anos. Vale a audição? Óbvio!! MUITO!!

2. Mais um grande achado na plataforma bandcamp: Croocked Tree Records, selo alagoano de música alternativa especializado em música lo fi, sobretudo a calcada no indie estadunidense noventista.

Minha dica dentro do catálogo interessante do selo é o disco Beatnik, do músico alagoano Sebage.

3. “Ornitofrenia” é a ótima faixa/single do álbum Malva, do sempre inquieto Löis Lancaster, mentor do notório (e extinto) Zumbi do Mato, baluarte do rock torto e desinibido nacional. O single é uma parceria com Felipe Zenicola (Chinese Cookie Poets), que manipulou os sons na parte central do tríptico da música.

Segundo o bandcamp do artista, “de 2010 para cá, Löis passou a compor em outras escalas, conhecidas como microtonais, que criam diferentes soluções fora do espectro harmônico tradicional, estriado em 12 tons ‘equidistantes'”. Ornitofrenia significa “espírito de pássaro” – pra notação dos curiosos.

O single foi lançado pelo Sê-lo, netlabel notável da Bahia, responsável por lançamento de bons artistas, como Laia Gaiatta, Reverendo T & os Discípulos Descrentes, Lanca, Rádio Diáspora, dentre outros.

4. Qualquer semelhança com Jorge Ben não é mera coincidência! A linda “Nanã Imborô” de José Prates – Dica do Projeto Mujique – está presente no álbum LP Tam…Tam…Tam…! (Polydor, 1958) e relançado em 2015 pelo selo gringo Trunk Records. Vale a lembrança!

Anúncios