Cinema em Casa: A Classe Operária Vai Ao Paraíso

No filme “A Classe Operária Vai ao Paraíso”, de Elio Petri (Itália, 1971), Lulu Massa é um operário consumido pelo capital e cujo trabalho estranhado consome sua vida. A fábrica adota sistema de quotas (metas) que intensifica a produção. Lulu é o operário-padrão da fábrica, sendo hostilizado pelos outros companheiros de chão de fábrica. Após perder um dedo na máquina, Lulu adota uma atitude critica ao modelo de exploração, confrontando a gerencia. Os operários (situação e oposição sindical) contestam as cotas. Após uma greve, Lulu é demitido.

Depois de assistir o filme, recomendo essa crítica marxista ortodoxa ao filme para pensar sobre alguns pontos importantes do filme.

Anúncios