zen

Espaço (de música aleatória) Para Meditação I

Pra mim, o zazen ou zuò chán (“meditar sentado”) é algo um tanto irregular, principalmente porque minha rotina é quase nula e porque só consigo meditar bem sozinho – e poderia falar do quão complicado é a ideia de “meditar bem”.

Hoje eu busco meditar apenas com o som ambiente, que pode ser tanto o barulho de uma construção, a fuzarca de vizinhos ou o canto dos pássaros. Essa interferência externa já não causa impacto algum na minha prática. E meditar é fundamental. É a oposição absoluta ao espírito do nosso tempo, a fronteira final. Pra quem tem pé atrás ainda com orientalismos em geral, e no que diz respeito especificamente ao ato meditativo, aconselho o simples e belo A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen. Todos precisamos de um tempo fora do tempo!

No início, eu preparava uns setlists baseados simplesmente no shuffle do iTunes pra meditar. Tenho umas 10 horas desses setlists que funcionaram bem pra esse espírito bagunçado e disperso. O que boto na roda agora são 2 horas de sons que usei para algumas dessas sessões.

Meditando ou não, é um balaio bem bem de música – música para ouvidos livres: Manliftingbanner, Clann Zú, Carlos Cachaça, Caetano Veloso, QRG, Preto Velho, Buzzcocks, Superchunk, Ramones, Marcus Miller, Ernst Ranglin, Felipe Cordeiro, Loose Fur, A Tribe Called Red, Black Alien, David Zé, Sá, Rodrix & Guarabyra, Nation Of Ulysses, Cólera e muito mais!

É apertar o play e relaxar…