tupac

ENTENDER O RITMO E A POESIA – II

No nosso primeiro post dedicado a explicar a cultura hip hop para iniciantes falei um pouco da polêmica entre Tupac e Notorious BIG, e que como eles representavam duas tendências no rap brasileiro e, mais detidamente, no rap paulistano. Agora é hora de esmiúçar uma das tendências.

 

Em trecho retirado do documentário “Tupac Ressurection”, o mito Tupac Shakur explica o que é a “THUG LIFE”, uma espécie de filosofia sui generis de vida criada por ele.

 

 

Não me parece inequívoco dizer que esse esboço de filosofia de vida/política de gueto, deu no “Vida Loka” tão emblemático da cultura do rap da zona Sul de São Paulo e amplamente divulgado pelo Racionais MCs em duas músicas que se tornaram centrais em sua trajetória e incontornáveis pra cada moleque que decidiu fazer rap a partir dos anos 2000 no Brasil.

Abaixo, em filmagem do épico DVD do grupo, Mil Trutas, Mil Tretas.

 

Nem precisa dizer muito mais sobre o assunto: a aclimatação tão característica do rap estadunidense realizada pelo rap brasileiro aqui ganha um caso onde o produto derivado supera o original.

 

E já que o papo é a conexão direta entre esse ideário do negro “tipo A” de Tupac e o brasileiro, nada melhor que sacar a extensa entrevista de Mano Brown na FORUM deste mês que já está na internet. Confesso que acho as questões colocadas um pouco fracas, mas o Brown novamente mostra porque é o artista/persona pública central na cultura pop nacional.

Primeira parte


Segunda parte

Um pensamento sobre “ENTENDER O RITMO E A POESIA – II

Os comentários estão desativados.