ilustra_demaio

10 Anos Sem Sabotage

(ilustração do amigo e mestre Alexandre de Maio, editor de diversas publicações de rap que informaram toda uma geração)

O Maestro do Canão nos deixou faz exatos 10 anos, em um crime mal investigado e explicado, como mostra essa matéria ótima da VICE.

E, sinal dos tempos!, seu legado está sendo belamente lembrado nesta semana. Pensar que cinco anos era raro registros dignos de nota sobre rap na grande imprensa. Mas quer saber? FODA-SE a grande imprensa – nunca deram o valor devido ao rap nacional e quero mesmo é que eles se afoguem em sua própria soberba!

Tentei listar todos os sites LEGAIS neste post que homenagearam o Maestro e espero que vocês curtam. Agradecimento mais do que especial à lista de discussão da +Soma de onde tirei os links.

O Brasil de fato resgatou a importância de Sabotage para a auto-estima da Favela do Canão através de relatos dos moradores (além de um ensaio fotográfico) e um relato de Rappin Hood de como tiraram ele do crime.

O Paulo Marcondes do Hominis Canidae e da +Soma lembra como foi seu primeiro contato com a obra do fera e no site Rap Nacional a Jéssica Balbino falou do documentário sobre Sabotage e de outras homenagens também.

DJ Zé Gonzales, um dos produtores do único álbum lançado em vida do MC, Rap É Compromisso (de 2000), soltou um remix de “Respeito É Pra Quem Tem” e contou ao site Vai Ser Rimando que o Sabota pediu um beat com o tema d’O Poderoso Chefão na época, mas que não fora usado. Assim, hoje seria uma “pequena homenagem a uma das pessoas mais legais que já conheci e um dos melhores rappers com quem já trabalhei”, nas palavras do Zé Gonzales.

Pra fechar com chave de ouro, a +Soma fez um faixa a faixa sobre ‘Rap É Compromisso’ com Daniel Ganjaman, o outro produtor do disco, que, além de explicar os meandros da produção de cada faixa, é uma aula de como pensar o rap brasileiro em termos nacionais. RECOMENDADÍSSIMO. E como se fosse pouco, publicaram também as lembranças do produtor a respeito da criação do álbum de estreia do rapper, um dos 5 álbuns definitivos do rap brasileiro.

Vale lembrar que no ano passado eles avaliaram o legado do rapper nas palavras de sete MCs  no ano passado.

E tem ainda este vídeo do filho de Sabotage mandando um rap ao lado do DJ Big Edy.

Mauro Mateus dos Santos (São Paulo, 13 de abril de 1973 — São Paulo, 24 de janeiro de 2003)

Sempre PRESENTE nas memórias de seus fãs!