Paulo da Portela, o patrono das escolas de samba carioca.

E… Zás!! #8 – Uma geral no que anda rolando!

1. Trágica a morte de Aaron Swartz que cometeu suicídio devido à depressão. Bom se você esteve em outro planeta nesta semana, ele era um dos criadores do sistema RSS e do site Reddit, cometeu suicídio em Nova York na última sexta-feira, dia 11, aos 26 anos. Ele estava sofrendo processo criminal por disponibilizar gratuitamente artigos científicos na web e poderia enfrentar 35 anos de prisão, Lendo algumas matéria sobre (aqui e aqui) parece que este fato bizarro contribuiu para este trágico desfecho. Seria o caso de mais um “suicidado pela sociedade”, usando a expressão de Antonin Artaud. Infelizmente, perdi alguns amigos durante minha vida dessa forma e o assunto me toca em demasia. Sempre me lembro da música do Embrace “No More Pain” e costumo indicar inclusive aos amigos que se encontram em situações difíceis. A letra você vê aqui.

 

 

 

Se é que dá pra falar que há algo de legal em torno da trágica morte de Aaron, foi que vários intelectuais criaram o PDF Tribute depois do ocorrido, onde disponibilizam vários de seus artigos para download.

 

2. A +Soma, em memória aos 9 anos da morte do Sabotage, convidou 9 rappers atuais para falar sobre o legado do Maestro do Canão. O resultado é bacana e você pode ler aqui.

 

3. Começou a série de 8 entrevistas com bandas punks/hardcore que fiz para a VICE. E pra comemorar a ótima nova safra de bandas brasileiras, nada melhor que começar com o Cidade Cemitério.

 

 

 

 

4. (da descrição do youtube: “Neste sábado, dia 12/01/2013, a Tropa de Choque da Polícia Militar do Rio de Janeiro cercou a Aldeia Maracanã. O objetivo era invadi-la com objetivo de liberação da área para as obras da Copa do Mundo”). É, pois é: o processo de especulação imobiliária e a “eventual” barbárie que acompanha a mesma tá tornando a Cidade Maravilhosa um péssimo lugar para se estar se você é pobre. A vídeo reportagem abaixo deve ser divulgada com certeza.  Ah, e o caso vai ganhando repercussão internacional.

 

 

 

 

5. Dois grandes momentos do humor mundial. O primeiro, mostrando que a equação Brasil x desocupados x internet rende MUITA coisa. E canais como o Multishow gastando dinheiro com um monte de humorista sem graça, tsc tsc. O outro é um ótimo momento do Saturday Night Live gringo – infelizmente, o brasileiro é só um decalque preconceituoso e mal produzido. Os astros encontram o filho de Beyoncé e Jay-Z.

 

 

 

 

 

6.Trocas de cartas são um dos gêneros literários que mais gosto. Essa carta do Glauber Rocha http://www.lpm-blog.com.br/?p=19301 a um editor iniciante (no caso, o editor da L&PM no início dos anos 1970) e a história que ela gerou é tétrica. E por falar em cartas, a mesma L&PM vai lançar o As Cartas, de Allen Ginsberg e Jack Kerouac. No vídeo abaixo, outras novidades beats da editora:

 

 

 

 

7. Se você ama futebol, tá mais do que na hora de ver a maior pintura da história das Copas sob outro ângulo. Maradona, o Da Vinci da bola pra vocês!

 

 

 

 

8. O mundo do samba e de suas escolas no Rio de Janeiro já foi beeem diferente. Diferente dos sambas-enredos “industriais de hoje, o terreiro das escolas era um laboratório de grandes compositores, como explica o grande Nei Lopes neste texto. “Apresentados no terreiro, destacavam-se aqueles sambas mais do agrado das pastoras, que eram o termômetro do sucesso, com suas vozes entusiasticamente esganiçadas.  E o mesmo valia para o samba-enredo.” O texto, como tudo em que o Nei Lopes mete a mão, é fundamental pra quem gosta de samba. O texto é a segunda parte de uma série chamada Escolas e samba: Crônica de um divórcio anunciado e a primeira parte pode ser lida aqui.

 

 

9. O filme novo do Quentin Tarantin, , o nem estreou mas já vem com cara de ser um marco cinematográfico e levantar muita discussão sobre o racismo nosso de cada dia, como aponta este texto da Carta Capital. E falando em cultura/negros/Estados Unidos, o Public Enemy soltou ontem um ótimo clipe de uma bela canção de seu último trabalho. A dica veio via Bernardo Oliveira, do recomendadíssimo blog Matéria.

 

 

 

10. Pra encerrar, meu amigo querido Felipe Correa, grande ativista/intelectual anarquista, disponibilizou sua tese de mestrado on line, “Rediscutindo o Anarquismo: uma abordagem teórica”. a Intro no site define o texto como “Constatando a problemática teórica e histórica dos livros de referência do anarquismo, ele realiza uma “volta aos princípios”, escrevendo um novo e inovador ‘O que é o Anarquismo’ que pode contribuir sobremaneira com investigações de caráter teórico e histórico”.